Saiba como guardar discos, fitas VHS e outros itens utilizando o self storage

O avanço da sociedade, de uma forma geral, sempre faz com que alguns objetos, produtos ou práticas fiquem para trás.

Isso acontece porque, à medida que as técnicas vão avançando, a emergência do novo é inevitável.

Tal realidade também se aplica a objetos de armazenagem de dados, sejam eles em forma de áudio ou em vídeo.

Nas décadas dos anos 70 até por volta dos anos 90, por exemplo, o disco de vinil era um sucesso. Muitos casais namoravam ouvindo as músicas contidas deles.

Contudo, atualmente, esse item caiu em desuso. Poucos são os indivíduos que possuem em sua casa um rádio que ainda toque o disco de vinil.

Outro exemplo é a fita em VHS. Tempos atrás, muitas pessoas tinham em sua biblioteca ou escritório coleções e mais coleções de fitas VHS.

Entretanto, nos dias atuais, com o avanço da tecnologia, tais itens são substituídos por CDs e DVDs .

Já existe tecnologia mais moderna, tais como as inúmeras plataformas que disponibilizam imagens ou músicas, apenas a partir de um celular.

Então, pelo que dá para observar, há alguns itens que estão ficando em verdadeira “extinção”, mas que, mesmo assim, ainda são importantes.

O que fazer com eles, então? Onde guardar as fitas K7 ou a fita VHS que fez parte da infância, se as casas e apartamentos estão cada vez menores?

A técnica de self storage, também conhecida como autoarmazenagem, pode ajudar você a guardar seu acervo ou coleção de maneira simples, eficiente e otimizada.

A primeira dica é: guarde o que realmente é importante armazenar.

Você pode se sentir tentado a guardar todos os itens que aparecer à sua frente, mas não faça isso!

Não vá arquivando tudo sem ao menos ter assistido antes. Antes de  entregar para o arquivamento, faça uma vistoria e observe quais peças são importantes.

Essa análise vai impedir que você utilize o espaço, que poderia ser usado para outro objeto, de maneira inadequada.

Em relação ao arquivamento de fitas em VHS, por exemplo, você pode solicitar que sejam armazenados por tipos ou grupos.

A segunda dica é: calcule o espaço que realmente vai precisar para guardar seus acervos ou objetos.

Não existe nada pior do que desperdício. Desperdiçar espaço pode significar desperdício de dinheiro.

Então, procure, previamente, estudar o tamanho do seu acervo.

Para auxiliar você nessa tarefa, você pode entrar em contato com a Guarda Bens e solicitar seu orçamento.

Enviaremos um orçamento sob medida para você!

Se você deseja contratar uma empresa para guardar arquivos especiais, a Guarda Bens pode auxiliar você de maneira eficiente e econômica.

Sem dúvida, o espaço de sua casa será amplamente utilizado, facilitando sua vida em família.

Já em relação ao seu acervo pessoal, você ficará despreocupado, pois cuidaremos de tudo, desde a armazenagem adequada até a manutenção da conservação necessária a cada um de seus objetos guardados em nossa empresa.